Cemitério Municipal e suas lendas urbanas

Tem quem diga que cemitério não é um ponto turístico pra se visitar. Mas isso não é verdade! Quem já não colocou o Cemitério da Recoleta na lista de visitas em Buenos Aires??

Depois de anos, fizemos um tour bem diferente na cidade e entramos no Cemitério Municipal. O lugar tem obras lindas e pode ser super interessante, com tantas lendas que habitam o lugar. Uuuuuuuu, deu um medinho agora, não deu? Vamos começar com uma simples e boa: Maria Bueno.

“Maria Bueno era uma mocinha de Morretes que depois de alguns problemas familiares com o pai alcoolatra, resolveu entrar para um convento. A história não deu certo e os padres a transferiram para Curitiba. Acabou ficando noiva de um jovem soldado do exército, Ignácio José Diniz.

São muitas as histórias em torno da morte de Maria Bueno, assassinada na noite de 29 de janeiro de 1893, com 39 anos, quando passava por um matagal na rua Campos Gerais, a atual Vicente Machado, entre Visconde de Nácar e Visconde do Rio Branco. Zona do meretrício da época.

Teve quase a cabeça separada do corpo, por… Ignácio José Diniz. Motivo? Ciúmes! Segundo relatos dos seus fiéis, Maria Bueno foi morta ao resistir à tentativa de Diniz de estuprá-la, quando voltava de seu trabalho como lavadeira. Já seus difamadores afirmam que Diniz, seu amante (já que não era casada ou ele seu marido), a teria proibido de sair naquela noite. Ela desobedeceu e como castigo foi assassinada. José Diniz foi preso, julgado e… absolvido.

Reza a lenda que por ter sido assassinada por um policial, Maria Bueno tenha tornado-se adversa a policiais e homens da lei, tornando-se defensora e protetora dos bandidos e infratores.”

Boatos a parte, Maria Bueno virou santa e seu corpo está enterrado no Cemitério Municipal, bem pertinho da entrada principal. A coisa é que quando for fazer um pedido, você precisa levar uma rosa vermelha. Se o pedido for atendido, o agradecimento é com uma rosa branca.

O que você verá lá também são muitas e muitas e MUITAS plaquinhas de agradecimento a ela. Essa á a primeira lenda/história do cemitério. Quem quiser pode rezar para Maria Bueno, só não esquece de depois levar uma rosa branca!

Depois do primeiro “ponto” turístico do cemitério, caminhe por lá e veja alguns enormes mausoléus construídos. Alguns são verdadeiros prédios, maiores do que muitas casa!!

O que nos chamou a atenção foi o túmulo -pirâmide, amarelão e com esfinges na entrada. E sabe, aqui rola a segunda lenda do lugar: foto misteriosa dentro da construção.

Explicamos? Então, uma foto foi colocada por baixo da porta de entrada, e só consegue ver quem chega bem pertinho e olha pra perto da porta. A lenda é que para cada pessoa aparece uma imagem diferente. !!!!!!! E posso comprovar hein, porque um viu uma foto de uma Araucária, e outro viu a foto de uma moça.

E aí, arrisca a visita?

COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email